Caos e o processo de mudança

Eu sempre odiei maracujá com todas as minhas forças e kiwi era algo que jamais experimentaria. Dizia eu que não gostava. Salada e verduras na adolescência era uma ofensa para mim.

A gente muda o tempo todo. Somos a prova de que mudança é contínua… Enquanto a terra se desloca, nós mudamos

“O caos é o início de uma nova realidade.” Richard Bandler

É tão absurdo a crença popular de que as pessoas não mudam, tem até piadas sobre isso, reforçando essa verdade absoluta. Sabe aquela que contamos para os noivos prestes a casar:

“O homem se casa esperando que sua mulher NÃO MUDE e a mulher se casa na esperança que seu marido MUDE?”

Ou então aquele encerramento de conversa com alguém soltando o golpe brochante final:

“É difícil mudar, né!?”

A vida nos ensina o tempo todo, e a cada ensinamento mudamos.

Seja

  • um perda de alguém que nos faça perder o brilho de viver;
  • uma oportunidade que nos faça mudar fisicamente e tudo ao redor se movimentar junto;
  • uma notícia boa inesperada de um novo ser chegando para mudar seus horários de sono;
  • um basta em algo da nossa vida que nos enfraquece e nosso desejo ardente de querer viver melhor.

Cada acontecimento é interpretado e gera algo novo dentro de nós, nos movimenta, mesmo que uma leve faísca.

É preciso mudar. E mais do que isso, é preciso aceitar a mudança.

Arrumando tudo para mais uma mudança de apartamento, percebo como podemos aprender a viver no caos. E do caos tirar grandes lições.

Algumas coisas aqui ainda, outras já no destino, caixas e caixas de papelão atrás do sofá me fazem conviver e aceitar o caos…

Eu sempre tão metódico e minimalista estou aprendendo a viver essa tempestade como uma parte do processo, sem julgar bom ou ruim, apenas observando essa etapa.

Voltando no apartamento vazio não me dá nostalgia, não sou do tipo que fico relembrando os bons momentos aqui vividos.

Eles estão todos aqui guardados, não é insensibilidade. Mas eu vejo progresso, e progresso é bom. Vejo um passo em direção a algo que quero e aquele apartamento vazio e sem nada de vida, é um sinal de que vida veio comigo. Eu vivo a mudança.

Muda tudo quando a gente entende que a mudança está andando do nosso lado e ficamos abertos para ser diferente, comer kiwi, maracujá e até aprender a fazer uma salada TOP.

Hoje eu experimento tudo, eu aceito a mudança e não vejo a hora de mudar novamente…

É ou não é gostoso viver uma vida cheia de mudança e aprendizado?

Eu sigo aqui me adaptando a minha nova casa, que é emprestada, cheia de coisas para fazer e pensando nos meus próximos movimentos… Eu vejo a mudança e aceito. Eu faço mudança o tempo todo.

Pode até me chamar para carregar seu sofá! Tô ficando bom nisso…

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *