8 Comentários

  1. Leonardo Dias

    Tenho um amigo que uma certa época de sua vida ficou configurando um Linux-Gentoo durante uns 3 anos
    porque nele nunca estava “perfeito” hehehe 😛

    Brincadeiras a parte, esse é um ótimo tema, uma das abordagem que mais vejo dar certo no desenvolvimento de software é: FAÇA, TESTE e MELHORE.

    Acho que o mais importante nessa discussão é não confundir entre o “não perfeccionismo” com o “desleixo”; as vezes quando tentando fazer varias coisas ao mesmo tempo, temos a tendencia de ser desleixado, trazendo resultados medíocres e desmotivadores.

    Na minha vida tento empregar uma filosofia: “Faça uma coisa de cada vez bem feita(com capricho) e com calma”. Não é fácil de empregar ela nessa vida corrida que temos, mas não preciso ser perfeito né?

    Tenho a impressão que desvirtuei um pouco o tema, no entanto acredito que os dois temas estão ligados para que a energia de motivação não desapareça.

    Abraço,

    Responder
    1. Fernando Rui

      Oi Leonardo,

      Verdade! Conheço esse cara! hehe

      Mas, teu ponto foi bem colocado. Não pender para nenhum dos dois lados. Tanto o perfeccionismo quanto a superficialidade são prejudiciais.

      E é preciso medir isso no dia a dia. Por isso a importância de opiniões externas. Gostei bastante do comentário do Flávio, que citei no texto: Ser caprichoso basta.

      Filosofia boa essa sua. Concordo 100%. O foco em uma tarefa favorece a produtividade e melhor a qualidade da entrega.

      Abraço,

      Responder

  2. Olá Fernando,

    Você tocou em um tema onde muitos pensam ser um defeito e outros pensam ser qualidade e que já passou por minha vida várias vezes.

    Gostei muito da forma como você abordou o perfeccionismo e também das maneiras de como fugir dele. Eu penso que para se destacar é preciso ter excelência naquilo que se faz e não ser perfeito. Parabéns pelo excelente artigo!

    Grande abraço e sucesso sempre!

    Responder
    1. Fernando Rui

      Oi Fabio,

      Obrigado pelo comentário. Esse tema realmente é bem discutido.

      Concordo com você, devemos busca a excelência mas sem pensar na perfeição.

      Grande Abraço,

      Responder


  3. Joyanara Ferreira

    Eu sou extremamente perfeccionista e isso tem me atrapalhado muito, em todos os aspectos da vida. Estou tentando melhorar, mas não é fácil.

    Responder

    1. Oi Joyanara, é um processo mesmo. Vamos aos poucos nos conhecendo melhor e aprendendo mais como eliminar esse comportamento no dia a dia!

      Obrigado por compartilhar…

      Abração!

      Responder

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *